Há alguns casos onde você pode ter instalado mais de uma versão do PHP em seu Linux. Por exemplo, eu costumo trabalhar em vários projetos que dependem de diferentes versões do PHP e, por isso, acabo instalando mais de uma versão no meu ambiente.

E, como é comum usar sempre o Composer para gerenciar as dependências destes projetos, surge uma questão: Como usar o Composer com versões diferentes do PHP, já que o mesmo sempre utiliza a versão configurada no comando php?

Utilizando o Composer com diferentes versões do PHP

O primeiro passo a ser tomado é descobrir qual é o caminho para o executável do composer em seu Sistema Operacional. Você pode fazer isso através do comando which

which composer
# /usr/local/bin/composer

Sabendo o caminho do executável do composer, basta utilizar a versão específica do PHP instalado no seu Linux, da seguinte forma:

$ php8.0 /usr/local/bin/composer 

Se preferir fazer de forma mais avançada, basta utilizar a sintaxe de Command Substitution:

php7.2 $(which composer)

Dica Extra

Utilize o comando composer diagnose para saber se a versão do PHP utilizada para executar o Composer possui todas as dependências recomendadas para um melhor funcionamento do mesmo.